Visitantes

Nós temos 104 visitantes online

Avisos

Hora Certa

Ulti Clocks content

Visitas

Visualizações : 6110438

Fotos dos Dragões

Gaitas de F...
Image Detail

Calendário de Eventos

<<  Setembro 2014  >>
 Seg  Ter  Qua  Qui  Sex  Sáb  Dom 
  1  2  3  4  5  6  7
  8  91011121314
15161718192021
22232425262728
2930     

GTranslate

English Arabic French German Italian Portuguese Russian Spanish Filipino

Contagem de Visitantes

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterTotal16843632

. . . Horário Mundial . . .

Almoço no 10º BI - Juiz de Fora PDF Imprimir E-mail
Índice do Artigo
Almoço no 10º BI - Juiz de Fora
Página 2
Todas Páginas
Na saída os agradecimentos ao Cel Eduardo Paiva Maurmann

Após a visita à Fábrica de Juiz de Fora da IMBEL, o convite era para almoçar no 10º BI. Desembarcamos no estacionamento e fomos recebidos na porta pelo Capitão Willians e levados até o Gabinete do Comandante, Coronel de Infantaria Eduardo Paiva Maurmann.

A chegada ao 10º BI em Juiz de Fora
  
O mastro, projetato no espaço
  

O quartel segue o padrão das Unidade de Infantaria, pintados em branco e verde (cor da Arma) com os pavilhões das Companhias lada a lado e, no interior do Pavilhão de Comando, uma quadra de esportes.


 

As bem conservadas espadas (sabres) antigas cruzadas sobre escudo de madeira
 
Chegando ao Gabinete do Comandante

 

Por toda a parte nas paredes aqueles velhos sabres de cavalaria cruzados sobre escudos de madeira, todos muito bem cuidados e em muito melhor estado do que o meu próprio que comprei uma vez da Iberia Espadas e já veio todo cheio de mossas e amassados como se tivesse sobrevivido à duras penas à Guerra do Paraguai. Foi justamente pelo mau estado do meu que notei o excelente dos vários espalhados pelo Batalhão.


 

Cel Maurmann e ao fundo, Major Gilvan
 
Ten Monteiro e Cel Maurmann

 

Muito interessante também o mastro da bandeira, que fica suspenso como em um passadiço de navio, logo diante do PC.

Belíssima e fraterna recepção aos R/2
  
O Comandante já em seu terceiro ano de Comando
 

O traje de nossa comitiva também chamava a atenção dos militares mineiros ainda não acostumados a ver o pessoal de sua Associação uniformizados, coisa que acreditamos, mude após nossa visita.

  

Recepção aos Oficiais R/2 da AORE e AJOREX
  
As informações sobre o 10 BI com uma Seção de Montanha

 

Ficavam olhando sem entender que tropa era essa de uniforme estranho... Mais tarde, já no almoço, sentei defronte ao Major Gerken, Subcomandante que não resistiu e perguntou sobre a insígnia de nossa hierarquia.


 

O quartel muito bem apresentado, limpo e pintado
  
A quadra de esportes no pátio interno

 

Respondi que, como somos todos Tenentes R/2, isso não tem muita utilidade como hierarquia e criamos uma, no âmbito do CNOR, com barras encimadas por uma estrela de Tenente representando presidente do CNOR, presidentes de Associações, Diretores e finalmente Associados. Há ainda as insígnias intermediárias para ex-presidentes e ex-diretores.


 

Por toda a parte éramos recebidos por sorrisos e amabilidades, típicas de cidades mineiras
  
No bem cuidado refeitório

 

Voltando ao Gabinete, éramos esperados pelo simpático e prestativo Cel Maurmann e estava lá também o Major Gilvan da 4ª Brigada que coordenava a nossa ida lá após o almoço, para cumprimentar o General Valdetaro.

Este escriba e Pindaro
  
O Comandante ladeado por Monteiro e Mergulhão
 

Ficou claro para todos nós que o maior apoio e incentivo à Associação de Oficiais da Reserva do Exército em Juiz de Fora viria desse competente Comandante já no seu terceiro ano de Comando.


 

Ten Monteiro, Cel Maurmann e Ten Mergulhão
  
Ten Paulo Sérgio e Major Gerken, Scmt
  

 

Declarou que gostaria de abrigar a AORE/JF e que depois do almoço mostraria as duas possíveis salas para isso.

  

Galeria das Praças mais distintas
  
Soldados ilustres de Juiz de Fora
 

 

Depois de uma agradável conversa nos levou para almoçar. Por todo o lado cruzávamos com militares sorridentes e o quartel era um brinco de limpeza, pintura e arrumação. Aqui e ali, alguém pintava ou retocava algum pavilhão.

  

Giro pelo bem arrumado quartel de Infantaria
  
Visitamos a Unidade acompnhando o Comandante e o Subcomandante
 

 

Não fomos lá absolutamente para xeretar ou fiscalizar, mas como salva aos olhos, mencionamos.

  

O alojamento de soldados, um brinco
 
Defronte cada beliche uma janela clareia o ambiente economizando luz elétrica
 

 

O refeitório era espaçoso e muito bem iluminado naturalmente por grande quantidade de janelas, aliás, prática que o Cel Maurmann na visita após o almoço, mostrou que adotou e incrementa para economia de luzes.


 

O claro alojamento
  
Sala de Recreação do Batalhão
  


 
Joomla Templates by Joomlashack