Visitantes

Nós temos 135 visitantes online

Avisos

Hora Certa

Ulti Clocks content

Visitas

Visualizações : 6185413

Fotos dos Dragões

O Cmt
Image Detail

Calendário de Eventos

<<  Outubro 2014  >>
 Seg  Ter  Qua  Qui  Sex  Sáb  Dom 
    1  2  3  4  5
  6  7  8  9101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

GTranslate

English Arabic French German Italian Portuguese Russian Spanish Filipino

Contagem de Visitantes

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterTotal17373981

. . . Horário Mundial . . .

A poderosa Artilharia PDF Imprimir E-mail
Escrito por Mergulhão, 2º Ten R/2 de Artilharia   
Sex, 26 de Junho de 2009 08:00
Índice do Artigo
A poderosa Artilharia
Pág 2
Fotos
+ Fotos
Todas Páginas

  

Demonstração de uma Concentração de Artilharia
  

O mais alto valor de uma Nação, vibra na alma do soldado e ruge na alma do canhão é um trecho da Canção da Artilharia.

  

O Curso de Artilharia desfilando...

    

Assim amanheceu o Centro de Preparação de Oficiais da Reserva do Exército do Rio de Janeiro neste 26 de junho, quando seus Artilheiros comemoraram o seu dia, já festejado no 10 de junho, nascimento do patrono, Marechal Emilio Luis Mallet.

  

Barraca de campanha com material de comunicações podendo servir de Central de Tiro
  

A tropa já estava em forma treinando e na Associação dos Oficiais da Reserva do Exército, os ex-Alunos iam chegando.

  

Um Obuseiro de 105 mm que, durante a Ordem do Dia, disparou duas salvas

    

Os de Artilharia mais falantes e orgulhosos iam contando “causos” dos seus tempos de Aluno ou de Oficial Temporário.

  

O tradicional Obuseiro de 105 mm no qual os Alunos aprendem a atirar
  
O Obus 105 mm AR

    

O Tenente Aymoré, como a camisa do Conselho Nacional, chamava a atenção pois seria a primeira vez que o veríamos em forma e a desfilar diante da tropa.

  

Obus 105 mm M2A1 AR do Curso de Artilharia
  
O poderoso Obuseiro de 155 mm do 11º GAC

    

Tomamos o café colonial preparado pela Angélica e logo fomos para o pátio Major Apollo Miguel Rezk, montar a Guarda de Honra ao busto deste ex-Aluno e o herói mais condecorado da II Guerra Mundial, jamais esquecido neste aquartelamento.

  

O nosso velho canhão 90 mm AAe
  
Ten Aymoré em forma e desfilando pela primeira vez...

  

O Capitão Martins anunciou a finalidade da formatura pelos alto falantes. Familiares e convidados dos Alunos de Artilharia se espalhavam pelo pátio e tudo fotografavam ou filmavam.
  

Ten Tadeu, Tel Alves, Ten Aymoré, Ten Simões, Ten Margato e Ten Zukerman
  
Os binóculos, simbolo do Oficial de Artilharia

 

    

Nos fundos do pátio e diante dos convidados, diversas peças de Artilharia dispostas lado a lado numa bela exposição que valeu elogios do Cel Juliano em sua fala como Comandante.

  

O busto de Mallet ladeado por soldados com uniforme histórico da Guerra do Paraguai
  
O Curso de Artilharia

    


 

A Banda do I BG estava a postos e uma equipe enchia com gás hélio balões azuis e vermelhos. No pavilhão dos alojamentos, o grande bandeirão da Artilharia.

  

Maj Luiz, antigo Instrutor Chefe do Curso de Artilharia, prestigia o evento nos visitando

  

A Escola Bahia de ensino fundamental da Prefeitura estava representada com seus alunos e um professor, bem como as crianças do Programa Rio Criança Cidadã que recebem do quartel, cursos profissionalizantes.

  

Familiares tiram fotos...

    

Para todos os lados que olhávamos, o quartel se engalanava em festa. Sobre uma mesa diante do local de formatura, binóculos, o símbolo do Oficial de Artilharia.

  

Escola Bahia do ensino fundamental da Prefeitura prestigia a cerimônia

    

O Capitão Martins anunciou que se aproximava do local de formatura o Coronel Juliano Bruno de Almeida Cardoso e a cerimônia teve início.

  

Honras militares prestadas ao Cel Juliano, Cmt do CPOR/RJ

    

Prestadas as honras militares ao Comandante, o Major Pinheiro, Subcomandante, apresentou a tropa pronta e foi autorizado a prosseguir.

  

Guarda de Honra ao busto do Major Apollo, formada por Oficiais R/2, ex-alunos

 

Acompanhados da Banda do I BG foi entoada a Canção da Artilharia. Em seguida foi lida a Ordem do Dia (de 10 de junho) pelo Aluno Ferreira e em dois momentos da alocução, um Obuseiro de 105 mm disposto na retaguarda da tropa, fez seu tiro de salva.

  

A entrega dos binóculos aos Alunos, pelos familiares, padrinhos e madrinhas

        

Ao lado do palanque, o busto de Mallet ladeado por dois soldados com uniforme histórico do Forte de Copacabana.

Em sua alocução, O Capitão Martins fez o agradecimento do CPOR/RJ às Unidades que apoiaram a presente cerimônia enviando uma guarnição dos materiais ali expostos que foram:

  • 11º Grupo de Artilharia de Campanha – Grupo Montese (Obuseiros de 155 mm)
  • 11º Grupo de Artilharia Antiaérea – Canhão Oerlikon de 35 mm
  • 8º Grupo de Artilharia de Campanha Paraquedista – Obuseiros Otto Melara de 105 mm
  • 31 Grupo de Artilharia de Campanha (Escola) – Obuseiro de 105 mm
  • Escola de Artilharia de Costa e Antiaérea – míssel IGLA

Depois do canto da canção, os padrinhos e madrinhas dos Alunos do Curso de Artilharia foram convidados e fazerem a entrega dos binóculos e foi aquela festa de abraços e fotos que já conhecemos.

  

Palavras do Comandante

   

Após essa confraternização prosseguiu a cerimônia com as palavras do Cel Juliano, Comandante do CPOR/RJ que elogiou o Instrutor Chefe do Curso, Capitão Machado e seus instrutores e monitores pela bonita festa e organização apresentada.

No final a tropa desfilou em continência ao Comandante que estava no palanque acompanhado dos Oficiais da Arma de Artilharia tendo o grupamento da AORE/RJ desfilado na frente da tropa e a tropa em seguida, tendo à frente o Curso homenageado.

  

Os Oficiais R/2 abrem o desfile em continência ao Comandante do CPOR/RJ

    

Quando o Curso de Artilharia iniciar sua passagem pelo palanque, foi saudado por fogos e balões levantaram uma enorme faixa com o símbolo de sua Arma de Fogos Largos e Profundos.

Terminado o desfile da tropa que passou muito bem, desfilando com vibração e galhardia, todos foram convidados a assistir a uma demonstração de tiro de Artilharia.

  

A entrada em posição

    

Em um canto do gramado, diante do rancho, havia um Obuseiro de 105 mm guarnecido. Tão logo todos os Cursos tomaram seu lugar junto aos convidados, uma viatura 5 ton rebocando um Obus se aproximou, parou próxima a outra peça, sua guarnição saltou e rapidamente preparou a peça colocando-a em posição.

Ao comando de Pegar na Palamenta, sua flecha foi aberta e logo a peça preparada. O Aluno Haroldo, nas funções de CLF (Comandante da Linha de Fogo) logo começou a gritar seus comandos:

- BATERIA ATENÇÃO, CONCENTRAÇÃO. EXPLOSIVA, CARGA 5, ESPOLETA INSTANÂNEA...

Seus comandos eram repetidos pelos Chefes de cada uma das peças. Depois veio a deriva, que é um ângulo horizontal. O Aluno apontador repete a deriva recebida e corre a registrá-la no aparelho de pontaria ajustando a direção do tubo (que os leigos chamam de cano do canhão) pela baliza de referência.

  

São passados os Comandos de Tiro

    

Finalmente o comando e elevação é passado e enquanto o atirador o registra e cala a bolha, elevando o tubo, este comando para os artilheiros corresponde à ordem de CARREGAR e um estojo de salva (já que era uma demonstração) era imediatamente carregado.

Logo que o CLF recebeu dos CP o PEÇA PRONTA veio a ordem de fogo e as duas pelas dispararam.

   

A confraternização no refeitório

    

No final da demonstração todos aplaudiram e após as fotos Alunos do Curso de Artilharia, instrutores, monitores e familiares  foram convidados ao refeitório para uma confraternização.


Veja mais fotos sobre este artigo... (continua)


Galeria de Fotos referentes a este artigo

Mais uma Galeria de Fotos (afinal, este editor também é Artilheiro) 


 

Mais uma Galeria de Fotos referentes a este artigo

 

 
Joomla Templates by Joomlashack