Em 16 de abril tivemos a passagem de Comando na AD/1 presidida pelo General de Divisão Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, do General de Brigada Antônio Carlos Machado Faillace para o General de Brigada João Batista Bezerra Leonel Filho.

As honras militares foram prestadas ao General de Exército Francisco Carlos Modesto, Comandante Militar do Leste e a cerimônia contou com muitos antigos Chefes Militares como o General de Exército Pacheco e Comandantes das Organizações Militares de Artilharia.

Foi muito prestigiada a despedida do General Faillace que já assumiu o Comando da 11ª Região Militar e pude rever o Coronel Bahia que era Capitão quando cheguei no Forte Imbuí Segundo Tenente.

Prestigiava o General Salvador que foi tanto Comandante Militar do Nordeste como Comandante de Operações Terrestres (COTER), última função antes de entrar para a Reserva.

Vimos o Capitão Médico Maia, hoje médico do  Centro de Instrução de Operações Especiais e que como Tenente serviu no CPOR do Rio de Janeiro e depois foi para a Escola de Educação Física do Exército onde fez o curso e é “calção preto”... Acho que no CIOPESP encontrou seu lugar de “Rambo”!

A Fortaleza de Santa Cruz da Barra, fortificação portuguesa de 1555, onde se localiza a Artilharia Divisionária da 1ª Divisão de Exército, mantida pelo Exército está em excelentes condições e é um patrimônio cultural incalculável.

Foi cenário de inúmeros filmes de época dada a sua condição e manutenção.

E lá estavam, ladeados por soldados em uniforme histórico da Segunda Guerra Mundial, os bustos do Marechal Cordeiro de Farias, patrono da AD/1 que leva seu nome e o busto de Mallet, Patrono da Arma de Artilharia e tendo diante do busto, o Bastão de Comando da FEB que fica guardado naquela GU.

Ao longo da murada, uma representação de todas as Unidades que compõe a AD/1.

Ouvimos as palavras de despedida do General Faillace. Ao iniciar sua fala, olhando a paisagem que se descortinava a nossa frente comentou: - “Vejam que o Cristo redentor abriu a camada de nuvens para poder nos abençoar nessa despedida!”

Nas despedidas, o Comandante Sucedido não esqueceu ninguém agradecendo aos Chefes, Organizações que apoiaram a Guarnição de Niterói, autoridades e seus familiares, deixando o final para as recomendações ao seu Sucessor.

A nós, Oficiais R/2, toucou-nos bastante a parte a nós dedicada. Alguns convidados que ali estavam nessa despedida serviram no extinto 3º BI quando o General era ainda Aspirante.

E também agradeceu o apoio recebido da AORE/RJ (Associação dos Oficiais da Reserva do Exército da qual fui Presidente de 2009 a 2011) e do CNOR da qual sou Diretor de Planejamento & Estratégia.

Terminou suas palavras comandando uma salva diante da murada que dá para a entrada da Baía de Guanabara. Afinal, a Fortaleza era uma das Sentinelas da Baía...

O tio Elmo, conhecido Subtenente Paraquedista do DOMPSA (daí a cor amarela que venera) reformado que se ocupa fotografando todas as cerimônias militares, estava encantado ajustando sua nova câmera Nikon.

Depois de lido pelo General Ramos o elogio assinado pelo General Abreu houve a regulamentar passagem de Comando diante do atual Comandante da 1ª Divisão de Exército, Divisão Mascarenhas de Moraes. Depois dos dois Comandantes, Sucedido e Sucessor, se apresentarem ao Chefe um por ter o outro assumido o Comando da AD/1, tivemos o tradicional desfile militar ao novo Comandante.

 

 


 

MENSAGEM DO GENERAL ABREU.

Caro amigo Faillace, obrigado e parabéns pelo excelente Comando realizado. Leonel, boa sorte e cuide bem de nossa Niterói.

Conte comigo.

Vamos em frente!

 

 


 

Joomlashack